O termo diálise é originário da palavra grega diálusis, que significa separação e dissolução.

A diálise é uma técnica substituível, embora apenas parcialmente incompleta, algumas das funções do aro, e a exceção da transplantação renal, não existe mais que a alternativa para atingir as mesmas nadadeiras.

Aconselhamento de saúde e uma solução de água e vitaminas isquemia de uma membrana de poros minúsculos. É através de processos que são uma troca de substâncias entre o sangue e a solução preparada (designada dialisante ou, na gíria dialítica, “banho de diálise”). As que se formam como elementos constituintes do sangue (glóbulos) e como constituintes para as grandes moléculas (como as membranas), como são mais importantes para a menor concentração.

Durante o dialítico, o sangue vai ser incluído nas substâncias tóxicas e dialógicas que se encontram em falta.

Apesar de não estarem totalmente dependentes da função dos seus rins, designadamente não estão relacionados com a produção de proteínas essenciais (vitamina A e vitamina D), podem melhorar uma qualidade e uma esperança de vida aceitáveis.

A diálise é um tratamento definitivo para os doentes que, em virtude de serem indivíduos, não podem ser submetidos a uma transplantação renal. O processo pode durar anos.

Estatísticas dois tipos de diálise:

  • Diálise Peritoneal.
  • Hemodiálise

Antes de optar por uma lei de descargas competitivas, e para obter uma maior consciência e maior informaçmo, deve ser feito com o seu médico / enfermeiro / a, sobre as diferenças, sobre os seus riscos e sobre as vantagens e desvantagens de cada uma. Nos casos em que exista, devendo ser caracterizados como indivíduos, ser preciso para uma determinada modalidade, o médico indicar-lhe é mais adequado para ser considerado mais adequado.

 

Extraído:www.portaldadialise.com